Portal Cósmico
Loja Virtual   Download de Arquivos Salas de Aula Online Auditório Online Cadastro Contato   Facebook
Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos...
Cursos a Distância
Eventos
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Menu Principal
Newsletter
Receba nosso informativo:
cartões

Visitantes

134522

Até 17/12/2017 às 10:03h

Textos Publicados

Consulta a oráculos... Decisões empresariais

Desde o início dos tempos, quando o homem começou a se organizar com consciência, que os processos advinhatórios o auxiliam no processo de decisão. Chefes, reis e faraós os utilizavam em seus momentos dc dúvidas e de tomadas de decisões, sendo famosas as consultas aos oráculos, astrólogos, xamãs e outras classes de operadores de magia. Também, o povo em geral usava esses recursos, com base em sua fé e religiões.

Segundo o astrólogo e tarólogo A. Zanon Melo, não se pode dizer com precisão quando e em que lugar os processos adivinhatórios começaram a se desenvolver. Presume-se que um dos pontos de seu maior desenvolvimento e estruturação tenha sido a Mesopotâmia, entre os rios Tigre e Eufrates. Nesse local, em que tribos nômades sedentarizaram-se, formou-se uma das primeiras culturas do período neolítico. Nessa região, no quarto milênio A.C., época em que os sumérios povoavam sua região sul, algumas dessas artes atingiram sua plenitude.

Até que ponto as culturas neolíticas se influenciaram reciprocamente, ou houve uma transmissão de informações comuns à espécie humana, através do grande registro universal? Isso não se conhece a extensão, mas o fato importante é que na totalidade das antigas civilizações era dado um valor especial às observações dos.fatos naturais e á leitura das diversas maneias e seus símbolos, que eram, em geral, domínio de apenas alguns membros e representantes do poder, muitas vezes, a classe sacerdotal. Também essas mancias (conhecimentos advindos do estudo de artes advinhatórias ajudavam no processo de administração, indicando períodos mais favoráveis para semear e colher, procriar, guerrear, entre outros de grande valor na época, como a indicação de períodos de secas, geadas e inundações, além de pressagiarem os destinos dos povos e alertarem para ameaças ao poder ? observa o astrólogo.

A seu ver, pode-se presumir, por pesquisas realizadas, que, no terceiro milênio A.C., esses processos já eram usados também nà China e no Egito. Desde essa época até os tempos atuais o homem não parou de evoluir e, muitos dos antigos atos ditos de magia, passaram a ser explicados. Foi criada a Epistemologia que os legitimou como científicos. Então, permaneceram como atos mágicos aqueles que ainda não foram explicados e legitimados pela ciência atual atrelada a nossa inteligência e não ao emocional.

Mas independente de explicações, ou de um fato ser ainda resultado de uma arte ou magia, e não da "ciência" não invalida sua utilização, pois o sentir é sempre maior e mais real que o pensar. O sentir é bem mais rico que o entender, pois o entender é um posicionamento estático e, muitas vezes, empobrece.uma atitude, enquanto o sentir é dinâmico e enriquece o processo de criação e evolução. Talvez, por isso, o pensamento mágico perdure até nossos dias, evoluindo constantemente. Hoje, é utilizado como ferramenta essencial de apoio a tomada de decisão empresarial, desde a escolha do dia e hora certa para a criação da empresa, a formação de seu nome ou de sua razão social, até seu planejamento estratégico, sua implantação e correções de rumos ? diz Zanon.

Ele lembra que, embora mais usados (ou mais divulgados) no Oriente do que no Ocidente, esse processo vem tomando corpo e, pela coragem de alguns empresários de sucesso, mostrando seus créditos à sociedade. Na criação, correção de rumos e implantação do planejamento estratégico da empresa, sua utilização é infinita nos processos empresariais.

Como exemplo do que diz, Zanon cita a produção de previsões acuradas, como e com quem colocar o plano em ação, a escolha da pessoa certa na posição certa, a escolha das equipes de trabalho, o enfrentamento de mudanças, o enfrentamento de situações difíceis com funcionários e sindicatos, greves, paralisações, entre outras.

Também através da aceleração das fontes de criatividade, podem esses processos colaborarem com a logística, na sua conversão em estratégia, na análise da concorrência, na identificação e nas tendências de público alvo, nos lançamentos de novos produtos, na análise do nome (o nome humaniza o produto) e na determinação da época de seu lançamento, na abertura de novos pontos. Enfim, são infinitas as aplicações dessas artes e ciências nas corporações - acrescenta Zanon.

Mas, na sua opinião, de muita importância é que o profissional que esteja em colaboração com a empresa na sua implantação e desenvolvimento, trabalhe em nível de consultoria, de forma a poder usar de toda a sua criatividade, sem estar preso pelos laços do vínculo trabalhista. Também, deve o profissional, de preferência, possuir, além da formação nas artes e ciências citadas, uma forte e sólida vivência empresarial, conhecendo bem sua linguagem a fim de acelerar a viabilização das proposições através de pleno entendimento das questões propostas.

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES

Para informações sobre sobre INSCRIÇÕES ou quaisquer outras em nossos cursos ou serviços na modalidade ON LINE, preencha o formulário de Cadastro colocando no campo observações o nome do curso desejado e a informação desejada ou se contate diretamente com o Mestre Zanon Melo através do e mail zanon@portalcosmico.com.br Tls. 0XX-21-31251062 / 98732689

Leia também:


Compartilhe:

Enviar por E-mail

Voltar...
 

PORTAL CÓSMICO - MESTRE ZANON MELO

Razão Social: Antonio Carlos Bernardes Pereira de Melo (23553090782) - CNPJ: 11.982.791/0001-19
E-mail: zanon@portalcosmico.com.br - Telefone: (21) 9873-2689
Endereço: Av. Prefeito Dulcidio Cardoso, 2800 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22.631-052

Webdesign: Industria Virtual Copyright ©2017 Portal Cósmico - Todos os direitos reservados.