Portal Cósmico
Loja Virtual   Download de Arquivos Salas de Aula Online Auditório Online Cadastro Contato   Facebook
Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos... Galeria de Fotos...
Cursos a Distância
Eventos
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Clique aqui...
Menu Principal
Newsletter
Receba nosso informativo:
cartões

Visitantes

129059

Até 16/8/2017 às 20:25h

Textos Publicados

No Tarô de Crowley... A busca da verdade... Um caminho de Magia

O Tarô de Crowley, também chamado de Livro de Toth, foi concebido por Aleister Crowley (Edward Alexander Crowley- 1875-1947), mago inglês e um dos mais controvertidos personagens no cenário do ocultismo em nosso século. Segundo o tarólogo Zanon Melo, embora educado por pais protestantes rígidos e tradicionais, Aleister Crowley cedo discordava dos princípios religiosos que o cercavam, passando a ser visto como exótico, esquisito e diferente. Inclusive por sua família.

Essa situação tornou-se crescente, formando um ambiente inóspito, culminando por sua mãe, dirigindo-se a ele pela alcunha de 666, número da Besta. Mas, com a grande vontade e energia de que era dotado, Crowley, quando adolescente, passou a pesquisar antigos escritos ocultistas em busca das informações de que necessitava. Iniciado na Ordem Hermética Golden Dawn (Aurora Dourada), logo se tornou altos graus e, ansioso por novos conhecimentos, partiu pelo mundo. Foi iniciado no Yoga Tântrico, aprendendo a transmutação e a grande utilização da energia sexual - relatou o professor.

De acordo com Zanon Melo, esse grande Mago Contemporâneo, dono de substancial bagagem de conhecimentos, combinada à inteligência de gênio e profunda sensibilidade, continuou seu processo de explosão criativa, responsável pelo partejamento de inúmeros livros e escritos de alta magia, e concebeu seu próprio Tarô.

Esse trabalho de concepção, inicialmente, propunha-se apenas a fazer uma atualização e evolução do Tarô Clássico Medieval, tomando-o mais rico em informações esotéricas. Mas, isso era muito pouco para o conhecimento de Crowley e os poucos meses estimados inicialmente para o trabalho, logo tornaram-se cinco anos. Esse Tarô contém cerca de 1200 símbolo a, salientando-se os pertencentes à antiga sabedoria esotérica, aos fundamentos científicos matemáticos, alquímícos, filosóficos, antropológico e, ressalto, astrológicos - explicou.

O trabalho, acrescentou o professor, foi uma concepção em que Crowley, à luz dos antigos mestres que criaram o Tarô como depositário da mais alta sabedoria, aglomera e apresenta de forma hermética, sintética e organizada a essência da verdade, extraída de diversas religiões, filosóficas e ciências, que a compartilham em seus ensinamentos, fornecendo ao homem um sistema próprio que, como uma bússola, indica seu caminho espiritual.

Por isso, a leitura de suas cartas traz à tona toda e qualquer informação que o consulente queira, abrangendo desde suas vidas passadas, até seus momentos futuros, seus caminhos, previsões suas cartas pessoais, constituindo-se num verdadeiro oráculo contemporâneo. A simbologia astrológica contida em suas cartas, pode, desde que lida em consonância com o Mapa Astral do consulente, garantir uma altíssima dose de precisão na leitura - considerou Zanon Melo.

De acordo com o tarólogo, na busca da verdade, Crowley chamou seu método de "Iluminismo Científico", e cunhou a frase "O Método da Ciência. A meta da religião". Essa frase mostra que, despida da maquilagem cultural e histórica, a verdade é uma só. Zanon Meio afirmou ainda, que o momento culminante da carreira de Crowley aconteceu em 1904 nos dias 8, 9 e 10 de abril, quando recebeu por transmissão direta o comunicado das Forças. Hierárquicas que governam a Terra.

- Essas forças, nessa mesma transmissão, anunciaram também a Abertura da Era de Aquário. A partir desse marco, o comunicado conhecido como o Livro da Lei, constituiu-se no fundamento dos ensinamentos de Crowley, influenciando significativamente o simbolismo contido em suas cartas. O seu tema era a proclamação da quintessência divina em cada ser humano - disse.

Segundo Zanon Meio, no Tarô, esse livro colaborou com seu conteúdo cabalístico, principalmente, no que toca aos Arcanos Maiores, aos quais a cada um é destinada uma letra do alfabeto hebraico e um caminho da Arvore da Vida. Desta forma, pode-se antever quanto completa pode ser sua leitura, bem como o profundo e completo nível de suas inúmeras revelações. Essas cartas constituem-se no elemento básico para que vivenciemos os quatro princípios: Querer, Saber, Poder e Ousar.

Para Crowley, essa consciência é o único critério para a evolução de cada pessoa como entidade cósmica, bem como a queima Kármica. Esse Tarô, desenhado por Lady Frieda Harris, foi o testamento de sua genialidade e singularidade como mago e como homem. Deve-se ressaltar a participação de Lady Harris no desenho das cartas. Embora com um conhecimento primário do Tarô, ela tinha uma forte ligação em seu âmago espiritual com suas lâminas. Sua paciência extrema com os rascunhos e descrições verbais foi tão grande que chegava a repetir o mesmo trabalho até dez vezes. Em correspondência com Crowley, ela noticiava estar dirigida por seu Anjo da Guarda. Mas, Mactub, estava escrito que nem ela, nem Crowley iriam ver, nessa vida, o baralho publicado. Sua publicação só aconteceu em 1969, após a passagem de ambos - relatou. De acordo com o professor, o Tarô de Crowley compõe-se de 78 cartas, divididas em: 22 Arcanos Maiores, que referem-se ao momento pelo qual o Consulente está passando e transmitem ensinamentos profundos e necessáros 16 cartas da Corte, que se referem à pessoas importantes ao Consulente, indicando também necessidades de evolução e talentos especiais; e 40 Arcanos Menores, que se referem à lições de vida e a detalhes do tema, mais mais específicos e diretos, o dia-a-dia imediato. As cartas da Corte e os Arcanos Menores dividem-se por naipes: Paus ou Bastões, ligado ao elemento fogo-energia; Copas, ligado ao elemento Agua-emoções; Espadas, ligado ao elemento Ar-intelecto; e, Ouros ou Discos, ligado ao elemento Terra-material.

Para ser usado, o baralho deve primeiro ser preparado e consagrado. Após sua consagração, passa o operador a colocação das cartas para leitura. Sua leitura leva em consideração a relação das cartas entre si e a relação significado-tema. Após uma meditação para que mão e mente sejam guiadas, o operador mistura as cartas pelo menos sete vezes. Nesse momento, a mente deve estar quieta. O consulente deve estar sereno, lúcido, concentrado na questão, receptivo. O consulente faz o corte e o operador as dispõe conforme sua experiência. Importante é ressaltar que, pela riqueza de informações contidas em suas cartas, uma ótima disposição de cartas é a Mandala Astrológica em leitura conjunta com os Mapas natal, Karmico e Progredido do Consulente, falando simultaneamente de todas as áreas de sua vida, previsões e vidas passadas ou da evolução de um tema mês-a-mês. Após tirar as cartas, deve o operador procurar os grupamentos de elementos, figuras e símbolos/ configurações astrológicas, passando a leitura - orientou.

Para ilustrar, Zanon Melo apresentou as cartas de Crowley, seu significado original, bem como uma parte do simbolismo astrológico e mitológico nelas contido:

Os Arcanos Maiores:

0 - O Louco - Dioniso;
1 - O Mago - Mercúrio;
2 - A Sacerdotisa - Isis - A Deusa da Lua;
3 - A Imperatriz - Vênus;
4 - O Imperador - Áries;
5 - O Hierofante - Touro;
6 - Os Enamorados - Gêmeos;
7 - O Carro - Câncer;
8 - A Justiça - Libra;
9 - O Ermitão Virgem;
10 - A Roda da Fortuna - Júpiter;
11 - A luxuria - Leão;
12 - O Enforcado - Cruz Invertida;
13 - A Morte - Escorpião;
14 - A Arte - Sagitário;
15 - O Diabo - Capricórnio;
16 - A Torre - Marte;
17 - A Estrela - Aquário;
18 - A Lua - Peixes;
19 - O Sol;
20 - O Julgamento - O EON;
21 - O Mundo - Saturno.

As cartas da Corte e os Arcanos Menores:

Paus ou Bastões - Elemento Fogo

O Cavaleiro - Parte Ígnea do fogo;
A Rainha - Parte Aquosa do Fogo;
O Príncipe - Parte Aérea do Fogo;
A Princesa - Parte Terrestre do Fogo;
Ás - Energia fortíssima, o vigor de transformação;
Carta 2 - Domínio - Marte em Áries;
Carta 3 - Virtude - Sol em Áries;
Carta 4 - Completude - Vênus em Áries;
Carta 5 - Luta ? Saturno em Leão;
Carta 6 - Vitória - Júpiter em Leão;
Carta 7 -Valor - Marte em Leão;
Carta 8 - Agilidades - Mercúrio em Sagitário;
Carta 9 - Força - Sol em Sagitário;
Carta 10 - Opressão - Saturno em Sagitário.
Copas - Elemento Água

O Cavaleiro - Parte Ígnea da Água;
A Rainha - Parte Aquosa da Água;
O Príncipe - Parte Aérea da Água;
A Princesa - Parte Terrestre da Água;
Ás - Amor, Harmonia entre homem e mulher;
Carta 2 - Amor - Vênus em Câncer;
Carta 3 - Abundância - Mercúrio em Câncer;
Carta 4 - Exuberância - Lua em Câncer;
Carta 5 - Decepção - Marte em Escorpião;
Carta 8 - Prazer - Sol em Escorpião;
Carta 7- Devassidão -Vênus em Escorpião;
Carta 8 - Indolência Saturno em Peixes;
Carta 9 - Felicidade - Júpiter em Peixes;
Carta 10 Saciedade- Marte em Peixes.

Espadas - Elemento Ar

O Cavaleiro - Parte Ígnea do Ar;
A Rainha - Parte Aquosa do Ar;
O Príncipe - Parte Aérea do Ar;
A Princesa - Parte Terrestre do Ar;
Ás - A fonte dos poderes do Ar, força que se opõe à força natural;
Carta 2 - Paz - Lua em Libra;
Carta 3 - Dor - Saturno em Libra;
Carta 4 - Trégua - Júpiter em Libra;
Carta 5 - Derrota Vênus em Aquário;
Carta 6- Ciência - Mercúrio em Aquário;
Carta 7 - Frivolidade - Lua em Aquário;
Carta 8 - Interferência Júpiter em Vênus;
Carta 9 - Crueldade - Marte em Gêmeos;
Carta 10- Sol e Lua em Gêmeos.

Ouros - Elemento Terra

O Cavaleiro - Parte Ígnea da Terra;
A Rainha - Parte aquosa da Terra;
O Príncipe - Parte aérea da Terra;
A Princesa - Parte terrestre da Terra;
Ás - Os poderes da Terra - Identidade do céu e da terra;
Carta 2 - Trabalho - Júpiter em Capricórnio;
Carta 3 - Trabalho - Marte em Capricórnio Marte em Capricórnio;
Carta 4 - Poder - Sol em Capricórnio;
Carta 5 - Preocunação - Mercúrio em Touro;
Carta 6 - Êxito - Lua em Touro;
Carta 7 - Fracasso - Saturno em Touro;
Carta 8 - Prudência - Sol em Virgem;
Carta 9 - Ganho - Vênus em Virgem;
Carta 10 - Riqueza - Mercúrio em Virgem.

As Cartas de Crowley constituem-se numa das melhores ferramentas para o auto-conhecimento, bem como para a arte da previsão. Associadas a outros conhecimentos milenares, como a Astrologia, garantem um nível altíssimo de segurança em previsões e leituras Kármicas - concluiu o professor.

Leia também:


Compartilhe:

Enviar por E-mail

Voltar...
 

PORTAL CÓSMICO - MESTRE ZANON MELO

Razão Social: Antonio Carlos Bernardes Pereira de Melo (23553090782) - CNPJ: 11.982.791/0001-19
E-mail: zanon@portalcosmico.com.br - Telefone: (21) 9873-2689
Endereço: Av. Prefeito Dulcidio Cardoso, 2800 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22.631-052

Webdesign: Industria Virtual Copyright ©2017 Portal Cósmico - Todos os direitos reservados.